HackFest 2016

Data: 08/09 de outubro de 2016

Local: UFPB - CCSA

Público-alvo: Estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Contábeis, Gestão Pública, Administração, Economia, Direito, Design e Arte e Mídia

Estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Contábeis, Gestão Pública, Administração, Economia, Direito, Design e Arte e Mídia participam, até este domingo (09), na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), do ‘Hackfest contra a Corrupção’. O evento, que é realizado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), tem como objetivo criar ferramentas para implementação de aplicativos de combate à corrupção ou em outras áreas relevantes.
A abertura aconteceu na noite desta sexta-feira (7), no Centro de Aulas da UFPB, e contou com a participação de representantes do Ministério Público, Controladoria Geral da União, Justiça Federal, Universidade Federal da Paraíba e da Controladoria do Município de João Pessoa. Até domingo, os estudantes estarão participando de uma verdadeira maratona, apresentando aplicativos de fiscalização contra o mau uso do dinheiro público, dando enfoque principalmente na transparência.
Severino Souza Queiroz, controlador-geral do município de João Pessoa (CGM), destacou a importância do evento, ressaltando o papel desenvolvido pela Prefeitura de João Pessoa no âmbito da transparência pública. “Em sua última avaliação, o Tribunal de Contas da Paraíba deu nota 9.9 ao portal da transparência de João Pessoa, por considerar o mais completo. Estaremos disponibilizando dados do portal para serem utilizados na Hackfest, pelos cidadãos que estarão aqui, e esperamos que essas informações sejam úteis para a criação de novas ferramenta de combate a corrupção”, afirmou.
O procurador-geral de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Bertrand Asfora, ressaltou o pioneirismo do evento, destacando que espera a participação de setores da sociedade e que novas ideias possam surgir para colaborar com o combate a corrupção. “Essa é uma construção feita pelo doutor Octavio Paulo Neto, do nosso Núcleo de Gestão do Conhecimento, junto com a sociedade e os veículos de comunicação e que tem dado muitos resultados. É um evento pioneiro, que já deu certo na edição de Campina Grande. Espero grandes e boas ideias”, afirmou.